quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Movimentos sociais e artistas se reúnem com Dilma e declaram apoio ao mandato

Apoio da Frente Brasil Popular, dos movimentos sociais e dos movimentos populares eh um reforço importante na defesa da democracia e certamente vai intimidar os golpistas que insistem em desrespeitar o voto do povo que escolheu Dilma para presidir o Brasil ate 2018.

Se querem a presidência então que ganhem as eleições através do voto da maioria dos eleitores!

Reportagem completa click aqui

Representantes da Frente Brasil Popular – que reúne movimentos sociais, intelectuais e artistas – expressaram nesta quinta-feira (17) apoio à continuidade do mandato da presidenta Dilma Rousseff. O encontro ocorreu no Palácio do Planalto.


Presidenta Dilma Rousseff durante audiência com Frente Brasil Popular no Palácio do Planalto. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Presidenta Dilma Rousseff durante audiência com Frente Brasil Popular no Palácio do Planalto. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A presidenta da União Nacional de Estudantes (UNE), Carina Vitral Costa ressaltou que a Frente Brasil Popular levou um recado claro às ruas, de que “o impeachment sem base legal configura um golpe à democracia”. Ela disse ainda que os estudantes têm convicção de que é pelas mãos dos movimentos sociais que a tentativa de impeachment será derrotada. “As ruas serão decisivas para barrar o que a gente chama de golpe à democracia”.

O líder do Movimento dos sem Terra (MST), João Pedro Stédile, declarou que os movimentos sociais são contra “o golpe que está em curso na Câmara dos Deputados”.

“Somos a favor da democracia. Elegemos não só a presidenta Dilma, mas 27 governadores e todos os eleitos devem ser respeitados porque é o povo que votou e só o povo pode tirá-los”.
Representando o coletivo da Câmara dos Bispos da Igreja Anglicana do Brasil, o bispo Francisco de Assis da Silva defendeu o Estado Democrático de Direito.

“Não se trata de uma questão partidária. Está em jogo uma questão crucial e que as gerações que nos antecederam lutaram para estabelecer. Estão em jogo os direitos alcançados ao longo de lutas e muitos anos e está em jogo a estabilidade política do País, o futuro dos movimentos sociais e principalmente dos brasileiros que vivem à margem de direitos e garantias”.

Ele disse ainda que não são admissíveis recuos nas políticas públicas e nos direitos alcançados. “Daqui só para frente, nunca para trás”.

Para o músico Tico Santa Cruz, vocalista da banda Detonautas, a manifestação de apoio dos diversos movimentos “legitima a luta por esse momento importante, histórico, do Brasil”. Ele avaliou que as manifestações em cidades por todo o Brasil demonstram que existe uma base popular de sustentação em prol da continuidade do governo.

“Fique claro que da nossa parte o apoio é incondicional à democracia e contra o golpe, contra o impeachment. A gente vai lutar até o final para que seja mantido o mandato da presidenta Dilma até 2018”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade pra comentar...