sábado, 12 de dezembro de 2015

Meu Pai veio falar comigo algumas horas após seu enterro...

Agora sei que tudo realmente aconteceu.

Após ler o livro O Céu e o Inferno adquiri conhecimento para discernir fatos misteriosos que nos ocorrem na vida material.

Tenho ciência de que os Espíritos nos falam constantemente.

Alguns de nós, mesmo algumas horas após sua morte do corpo, dado o seu grau de evolução moral, tem autorização e poder para se comunicar com o Mundo físico.

Meu querido Pai sempre foi uma pessoa espiritual diferenciada. Trabalhou muito para criar 11 filhos e tinha àquela capacidade fora do comum de amor ao próximo, de se doar pelas boas causas. Honesto, praticante de bons costumes, bons exemplos. Alguém que adotou uma rotina de excelentes palavras e conselhos extraordinários. Pena que nem sempre lhe dei ouvidos.

Natural que Deus tenha-lhe permitido, logo após seu enterro, se dirigir a quem desejasse para dizer "ADEUS."

Não sei se fui merecedor desta despedida, mas Ele me proporcionou um último contato físico através, provavelmente, do Períspirito.

Creio que meu Períspito tenha se materializado e assim que cheguei em casa, após o enterro, me dirigi ao quarto, tirei os sapatos e quando colocava a cabeça no travesseiro bateram na porta, 

Foram duas contínuas batidas. Da cama mesmo, gritei para meu irmão que morava comigo na época atender e ver quem era, mas como Ele não respondia, me levantei e fui à porta. 

Parecia tudo tão natural: passei pelo corredor do banheiro, entrei na sala e lembro que murmurei "vc não podia abrir a porta?". Meu irmão, novamente, nem respondeu.

Chegando à porta, destranquei, abri e foi neste momento que notei algo diferente. Estava tudo modificado a frente da casa. Tinha uma cerca de ripas de madeira, de não mais que 1 metro de altura, pintado todo de branco, era algo fora de imagem de nosso mundo, parecia mesmo uma outra dimensão de espaço e de física.

Do lado de fora do cercado, vi meu Pai em pé. Fui até Ele abrindo um portãozinho que tinha uma pequena trava.

Nos abraçamos firmemente e Ele apenas me disse: "Vim dizer ADEUS". Imediatamente ao fim das suas palavras fui levado para minha cama, onde estava com os braços entrelaçados e movido por uma emoção tão forte que as lágrimas jorravam.

Eu sempre tive dúvidas do que foi tudo isso, mas agora sei que não foi um sonho, Foi um fato real.

 Deus permitiu que meu querido Pai viesse até mim pra dizer umas últimas palavras. Uma despedida de duas pessoas que sempre se amaram muito.

Só tenho a agradecer por grandiosa experiência, tão linda. Por Deus ter permitido que tal momento tenha ocorrido e por meu Pai ter me escolhido para este grandioso acontecimento.

Querido Pai, sinto muitas saudades, mas saber que o Senhor conseguiu ir, por mérito moral, para um lugar melhor, mais evoluído, me provoca um enorme sentimento de felicidade e prazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade pra comentar...