quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Esta forma de vida está sempre por um fio...

Esta forma de vida está sempre por um fio, um segundo, um respiro,
Num instante a gente pode-se deparar no mundo real, dos espíritos,
onde encontramos nossa liberdade.

Esta noite por um momento pensei que tivesse chegado o tempo,
mas o fim deste tempo às vezes é apenas um novo fôlego de uma transformação nesta vida.

Agora que sei que a liberdade me aguarda a qualquer momento,
confesso que o medo foi substituído pela curiosidade, fico até um pouco ansioso por esta nova etapa da vida, mas também dá uma insegurança por conta de uma pergunta: Já cumpri minha missão?

Independente da resposta, é impossível não pensar e não querer estar por perto dos filhos, de ajudá-los mais em conhecimentos, educação e de vê-los adquirindo independência em todos os sentidos. Talvez, a partir desta visão possa sentir esta sensação de missão cumprida. Se bem que, olhando assim, restritamente, pareça ser um egoísmo de minha parte.

Ontem vi uma reportagem de uma pessoa que abandonou toda a sua carreira vitoriosa de fama e dinheiro para tentar encontrar com sua riqueza interna. Ele dizia que queria Ser e não Ter. Uma busca por tesouro que existe em nós, um Eu interior advoga sempre para causas maiores e significa uma renúncia por tudo que a farsa da riqueza material nos empurra culturalmente.

Gostaria de ter esta clareza deste Sábio que encontrou a coragem para abdicar de tudo que se tem para ir numa viagem dentro de si para se encontrar a verdadeira riqueza. 

A verdade é que somos muito pequenos diante da imensidão de bondade. Não temos a percepção do real, nem enxergamos o que se encontra tão visível diante de nós. Tenho relâmpagos em minha mente que me traz por segundos uma visão de mundo que superam bem de longe minhas atitudes. Quero ser, quero romper com esta cultura humana.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade pra comentar...