quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Letras formando novas palavras em Missão Impossível: A CARTA.

Sem saber das impossibilidades, inocentemente, letras se juntaram numa nova frente de palavras e seguiram em passos de tartaruga rumo ao desconhecido. Soube até que houve uma assembléia comandada e dirigida pelo Dicionário.

Letras a favor, letras contra, tumulto daqui, aculá. Discursos moderados, outros nem tanto, o fato é que houve uma imensa confusão, com brigas e tudo mais, interveio até uma tal conhecida como Biblioteca das Letras Universais. 

Nos finalmente, o argumento de que o amor deve prevalecer ganhou força e se impôs de tal ordem que a maioria absoluta das letras reunidas em assembléia decidiram por formar esta frente e marchar, sem mais delongas, em direção ao funebre momento, ao mais distantes do distante possível que se pode conhecer.

Até onde se sabe, algumas letras se recusaram a cumprir com o decidido e algumas palavras não puderam se formar, tornando a tal a missão também numa aventura improvável de sucesso.

Há quem diga que houve uma manobra da senhora Biblioteca, outros ainda acham que tudo não passa de um problema que não lhes compete, que a pessoa que gerou o problema deve resolvê-lo, afinal, cada um têm livre-arbítrio pra formar as palavras que quizer.

Polêmica a parte, especialistas avaliam que há enorme dificuldades para que tal missão tenha exito. Palavras boas e lindas estão esperançozas, acreditam que boas letras bem articuladas em palavras sensibilizam corações e a missão será bem sucedida.

Esperemos pra ver...esperemos muito pra ver, nesta velocidade de tartaruga talvez a maior das dificuldades das letras seja ao destino longiquo pro cumprimento da tal missão...Percorrer ao mais distante do distante possível não é uma aventura facíl...chegar ao local já seria muito comemorável...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade pra comentar...