sábado, 15 de março de 2008

É possível fugir do destino?

Cada um de nós somos escolhidos entre aqueles 50 bilhões de espermas ejaculados. Vc é uma gota num mar dágua. Eu gosto de pensar que não foi uma seleção. Gosto da ideia de que tudo foi uma questão de destino. É como uma semente que tem que nascer no meio do deserto. O destino se encarrega de ajeitar as condições necessárias e naturais. Com o tempo, vc vai percebendo que tudo é uma questão de escolhas, mas ao mesmo tempo, de destino. As coisas acontecem de uma forma e, ainda que por vezes façamos diferente, percebemos nossos erros em cada momento de negação ao destino. Eu, vc, nós, cada dia fazemos escolhas. Nenhuma das escolhas fogem do caminho pré determinado. Einstein tem razão: "se aprende com o erro". Eu digo: se cresce com os erros. Os erros são importantes na vida, muito mais que os acertos. Errar é descobrir o que não se deve fazer e isto nos faz ver as consequências, nos faz perceber o caminho, e a escolher bem noutra oportunidade. O mundo não é como um filme de fatos repetitivos, mas é repetitivo até quando possamos fazer certo diante de um mesmo fato. Cada um é um ponto qualquer no horizonte. Nunca estamos sozinhos porque não existe distância entre corpos e energias. Somos, todos, parte de propósitos que se somam num contexto maior. Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade pra comentar...