quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

O fim dos tempos de 2007...

Qual balanço a ser feito? Será que posso identificar algumas mudanças? Quais prioridades foram atingidas? 2007 foi o ano da confusão! Um sinal que de fato me aproximo dos quarenta: embora esteja pra lá dos "renta e huns". Quase quatro. Um monte de dias, anos e sei lá oque! Orass...Noto que sou como som de riacho: Com quedas e tudo. Um pouco reto, montanhoso. De pouquissima planicie e muita ladeira. Umas acima, outras bem abaixo. Diacho.., melhór: oxente! Então..., é isso! Não há o que se define. Não dá pra se dizer o que foi e isso por si só já diz tudo. Em janeiro foi clima de euforia, fevereiro de carnaval. Nem podia ser diferente. Em março caí na real: tava quase tudo na mesma! Confusão? Não! Acho que não...Em abril entrei em rítmo acelerado. Foi como engatar uma quinta estando acostumado apenas a primeira. Meu Deus! Pois, imagine: Gostei! Acabou o tempo livre. Veio aquele ar de responsabilidade maior. A mudança no trabalho foi a novidade de 07. Deu vontade até de voltar a sala de aula. Voltei! Sim, certamente foi a diferença! Sobre aquilo do coração...pois: segue como chamas em poços de petróleo: "Impagavel"...Literalmente? Talvez. Vou parar..., nem eu aguento! (ha...bjs e feliz ano novo amiga Nana Lopes! Passei bem sim. Desejos que vc também!)

Um comentário:

Fique a vontade pra comentar...