terça-feira, 9 de outubro de 2007

És de ti...

Eu sei que vou encontrar, posso sentir dentro de mim, esta busca terá fim, como uma semente no jardim. Acordei com toda certeza: vejo a maçã, nesta manhã. Chocolate floresceu em mim, és meu doce só pra ti, meu mel, com mais ninguém dividirei. És de ti! O Sol que se Pôs, cada dia que se foi, entardecer e noite, por estas horas que virão. Posso ouvir as batidas, o coração, na palma da minha mão. Busca em vão? Não!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade pra comentar...