domingo, 14 de outubro de 2007

Não consigo ver...

Fui te procurar, andei por aí, imaginei que tivesse ouvindo músicas, vc gosta de artes, eu sei. È olhar no escuro porque só vejo dez porcento. È provável que esteve por perto, meu Deus: não consigo ver! Vou pelo táto, pelo cheiro, no sentir. Ouço vozes, são mágias em minha alma, sons, são melodias, me prendes num mundo, em buscas de alegrias. Volto pro meu vazio, como um rio a se encher. E se te vi e num pude sentir? E se te amei e num pude manter? E se me perdi e num pude me encontrar? Num consigo entender, nem ver, a realidade rodeia, é crer, pra eu ver: a realidade que permeia...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade pra comentar...