domingo, 16 de setembro de 2007

Eu nem sei o que dizer...

Dia destes perdi um amigo por aqui, era destes que durante anos acostumei a rir em cada momento dos dias de trabalho. Acredito na vida após a matéria, então eu sei que seu bom humor e suas piadinhas estão por alegrar e discontrair noutra realidade, só é ruim não poder ve-lo pelos lados do iel...Como ele brinca por lá, nós aqui seguimos curtindo cada respiro em cada segundo destes dias maravilhosos de inicio de primavera. Por falar em amigos, tenho uma amiga que a cada dia sinto que posso contar com ela. "É muito bom ter a Rose por perto!" Nossa, e eu que imaginei que homem e mulher não levam jeitos pra amizade. "Levam sim!" As amizades nos ensinam querer pros demais as mesmas coisas que desejamos pra nós, nossa... isto tudo é muito charmoso e lindo...Oloco, tah parecendo escrita de gente que faz terapia, haha...mas num é meu...o fato é que hj acordei pensando em coisas que me deixam pra cima...lógico que filho, filha, tudo que temos em família é bom demais, mas há outras coisas que são bem particulares que levantam qualquer um. As vezes até nem comentamos porque ficamos intimidados com o que os "outros" pensam. Até parece que a gente vive pros outros. Socorro meu! Ontem saí pra andar de bicicleta, uns 10 km pelas ruas de barão e unicamp: quase caí na estradinha de terra, "seria um tombo engraçado" - acho que "dormi sob o efeito das curvas de uma paquera de São Paulo". Imaginação e sonhos em cima de uma bicicleta meu...não dão certo. Parei ali no pão de açucar e comprei 04 laranjas morcortes. Deixei a magrela no calçadão, encostei as costas nas paredes do Pão e fui descacando a morcote olhando pros movimentos initerruptos dos carros, que loucura meu...haha, o que aconteceu depois - só conto outro dia, uma louuuucura...hahaha..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade pra comentar...