terça-feira, 24 de julho de 2007

Um som de voz feminina veio da porta onde fica o vaso do sanitário masculino...

Não aguentava mais: "toh indo ao banheiro", avisei a Rose e ao Platero. Saí da Pós, subi as escadas às pressas, (aquela correria de quem tá apertado, quase fazendo na cueca!). Mal deu tempo de entrar: abri o ziper, olhei pro teto (até parece que ajuda!) e comecei a jorrar o liquido amarelo..., aquele alívio crescente de esvaziar a bexiga, que delícia... Foi aí..., neste momento, que notei que naum estava sózinho no banheiro. Daí, nada demais...quando se vai ao "migué" o mais normal é ter mais gente por lá. Ouvi aquele barulhinho de xixi descendo e batendo na água do vaso sanitário: "cricricricicricricricricricricricriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii"..., eu já estava levantando o ziper quando lá de dentro da porta onde fica o vaso saiu um som de voz estranha: "Oi"...."Oi"..., respondi: oi.., "Olhaaa", (voz trêmula), "Desculpa, entrei no banheiro masculino "sem querer", quando vc estiver saindo me avise por favor"....hahahah, ri sem me conter: Momentinho, toh terminando..., terminei a última gota, dei a famosa balançadinha: porque deixar os pingos finais cair na cueca é tudo que não gosto nestes momentos..., desta vez lembrei de lavar as mãos e antes de sair: Olha, toh saindo..., desci a escada, entrei na Pós e voltei a rir do ocorrido, lógico, sem querer ver a mulher que estava no sanitário masculino...hahaha, nem vi mesmo a cara da fulana, seria deselegante, imagino...

Um comentário:

Fique a vontade pra comentar...