terça-feira, 24 de julho de 2007

Julho marca minha nova forma de agir. Este email aos funcionários do IEL responde a quem quer passar por cima, inclusive, do Órgão Máximo do IEL...

Em primeiro lugar não creio que seja opinião da Direção do IEL qualificar o documento entregue ao Senhor Diretor, Alcir Pécora, como documento do Miguel/Belkis. Creio que sou reconhecidamente representante dos funcionários do IEL na Congregação do Instituto que, ao que sei, é o Órgão máximo do IEL. E é com esta representação que, por ora, tenho encaminhado esta questão e encaminharei outras quando for procurado ou sempre que julgar necessário a defesa dos funcionários. É este o papel do representante, não só o de dar córo para a realização das reuniões da Congregação. Portanto, encaminhei o documento como representante na congregação, com aassinatura de outros representantes, e é desta forma que o Sr. Diretor do IEL recebeu o documento, me informando na oportunidade que iria remetê-lo as instâncias pra análise. Lógico que também naum deva ser vontade da Direção dizer que apenas as instâncias especificadas no email podem convocar reunião com os funcionários para discussão do assunto, mesmo porque, desconsiderar a representação na congregação como instãncia que pode e deve convocar reunião, sempre que julgar importante, seria como dizer que os membros da congregação não tem autoridade para tal convocação e de discussão dos assuntos junto a categoria que representa. Lógico que enquanto representação na congregação convocaremos as reuniões com todos no momento que julgarmos necessário. Por fim, pena que tudo isto tenha sido necessário, pena que a CSARH não tenha sido acionada antes dos descontos, pena que uma decisão de descontar dias de uma colega e atribuir faltas injustificadas não tenha sido pensado com tranquilidade. Pois..., nosso documento vem neste sentido de evitar não só o"pré-julgamento, ou interpretações equivocadas" mas o de propor que se corrija o erro, o fato consumado que resultou em prejuízo financeiro e na vida funcional de uma colega de IEL, tudo isso sem nenhuma discussão com os representantes de qualquer órgão ou fórum do IEL. Tudo, como senão existissem... É preciso que se reconstrua relações mais humanas no IEL, em todos os setores, e nosso documento é o inicio desta luta que creio contará com a força e união dos funcionários, assim como já fizemos em outros períodos.
Miguel Leonel dos Santos Representante dos Funcionários junto a Congregação do IEL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade pra comentar...